Acompanhe nossas
Notícias

13
Mar
Como as máquinas e serviços melhoram os processos industriais?

Como as máquinas e serviços melhoram os processos industriais?

O estudo dos processos é uma etapa primordial na automatização de tarefas em qualquer organização, por proporcionar uma visão sistêmica do todo. E o mapeamento de processos é a ferramenta mais utilizada para que se possa realizar uma análise das entradas e saídas, em níveis macro e micro, a fim de propor novos processos e promover melhorias. É assim que as organizações vão continuamente aprimorando suas fábricas para serem cada vez mais competitivas no mercado.

Mas quais são os seus benefícios? Com uma análise estruturada, consegue-se sugerir uma automatização que promova a redução de custos operacionais, otimize os processos e crie, inclusive, outras novas oportunidades para melhoria dos fluxos.

 

Automação industrial

É indiscutível que a automação das máquinas e equipamentos também é parte disso, trazendo diversos benefícios para as indústrias. O maior deles é o padrão bem definido no processo de fabricação, assegurando a qualidade do produto final e a exata noção do custo do produto para a empresa.

Com isso, as indústrias são capazes de ampliar a produção, reduzir os custos e oferecer mais qualidade. Em um mundo no qual o consumidor é cada vez mais exigente, investir na excelência dos processos produtivos é o caminho para ser competitivo no mercado, não é mesmo?

Quando deixamos um trabalho ser feito por meio de máquinas, robôs ou computadores, onde não é preciso que uma pessoa execute a tarefa, trata-se de uma atividade automatizada. Hoje em dia, para qualquer direção que se vá, a automação industrial estará presente. Por isso, é bom estar por dentro de como as máquinas e equipamentos podem melhorar os processos industriais. Elencamos alguns desses benefícios. Confira!

 

Eficiência

Eficiência é a virtude ou característica de ser competente, produtivo, de conseguir o melhor rendimento com o mínimo de erros e/ou dispêndios. E a aplicação de tecnologias de software, hardware e equipamentos específicos em processos produtivos promove o aumento da eficiência dos mesmos por criar autonomia na fabricação e reduzir ao máximo o esforço humano.

 

Agilidade

Ter um processo eficiente nem sempre significa ter um processo ágil. E, para ser competitivo, é preciso ter agilidade na produção, sem perder a qualidade. Alguns produtos como os flow racks são recomendados para facilitar a separação de materiais, abastecendo ou desabastecendo as linhas de produção. Portanto, se você tem uma indústria que trabalha com pequenos volumes, mas grande rotatividade, este tipo de equipamento poderá ser bem útil. Os materiais são carregados por uma das extremidades e deslizam sobre os rodízios até a zona de coleta ou picking.

Os robôs manipuladores também já são bastante utilizados nas indústrias para obtenção de maior precisão e rapidez. São capazes de fazer coisas que nenhum homem sozinho conseguiria: levantar materiais que pesam toneladas, mover “braços” e “cotovelos” com movimentos concisos, complexos e previamente programados e até realizar ações repetitivas sem limites. Além disso, possibilitam o trabalho com materiais perigosos, que podem ser nocivos para a saúde dos operadores, evitando o contato humano com cargas tóxicas, por exemplo. Os robôs também têm a vantagem de serem programados de acordo com as necessidades de cada empresa ou atividade e, ainda, a possibilidade de serem reprogramados para realizar outra tarefa quando necessário. Por estes e outros motivos, cada vez mais, são utilizados nas indústrias, apresentando um bom desempenho e relação custo-benefício.

Ainda existem componentes e sistemas com menor tempo de resposta. Quando há o investimento em um sistema de automação moderno, evitando componentes intermediários que somatizam o tempo de acionamento e, ainda,  priorizando equipamentos de CLP (Controlador Lógico Programável) e de IHM (Interface Homem Máquina) de última geração, se tem a redução do tempo de resposta das máquinas e equipamentos. Isso faz toda a diferença na rotina industrial.

 

Segurança operacional

Uma outra vantagem trazida pelo uso das máquinas e equipamentos nos processos industriais é a segurança para os trabalhadores. Isto é, quando seguidas as normas regulamentadoras e os procedimentos adequados, poucos devem ser os riscos aos quais estão expostos os operadores e os responsáveis pela manutenção. A implementação ou incorporação de equipamentos de segurança como cortinas de luz, sensores, scanners e válvulas evitam acidentes com cortes, prensamentos, fraturas, entre outros.

Todas as soluções indicadas acima podem ser fornecidas pela Siembra Automação, que realiza adequação de máquinas e equipamentos de acordo com as normas de segurança previstas NR-10 e NR-12, desenvolve flow racks para abastecimento e desabastecimento e projeta sistemas de automação que promovem o melhor tempo de resposta.

 

Gostou das dicas? Para se aprofundar mais no assunto, não deixe de acompanhar as próximas publicações da nossa seção de notícias!

compartilhe:
Acompanhe nossas mídias sociais
© SIEMBRA AUTOMAÇÃO 2017 - Todos os direitos reservados